Home Carreira e Mercado de trabalho Um guia para cuidar da sua saúde de freelancer [Parte 1/3]

Um guia para cuidar da sua saúde de freelancer [Parte 1/3]

Postado em 19/05/2011

Quando você diz a um amigo “Eu gostaria de começar a trabalhar somente como freelancer”, ele responde “É aí que os seus problemas começam”. Pensando bem, sabemos que trabalhar como freelancer não é nada fácil. E um dos principais problemas é como cuidar adequadamente da saúde.

Baseado no artigo A Guide to Better Freelance Health, do blog Freelance Switch.

Prazos curtíssimos; horas conversando com um cliente via mensagens instantâneas; má alimentação; falta de sono; correr pra lá e pra cá quando tem de visitar um cliente... Tudo isso prejudica a nossa saúde. E não é para menos, não é nada fácil trabalhar como freelancer. Nesta série de artigos, vamos ver como cuidar adequadamente da sua saúde e trabalhar melhor.

Fatores Básicos da Saúde

Existem cinco fatores básicos para a nossa boa saúde, os quais todo mundo deve prestar atenção.

  • Dormir – Durma o suficiente para você não ficar cansado o tempo todo. Você nem vai conseguir conversar direito com o seu cliente se não dormir corretamente. Isso não significa que você tem de estar na cama às 21h, mas pelo menos oito horas de sono são fundamentais.
  • Fazer Exercícios – Quem gosta de trabalhar bastante e fica quase o tempo todo na frente do computador não costuma gostar de exercícios. Mas saiba que eles são muito importantes. Arranje uma atividade que você goste de fazer. Pode ser dança, artes marciais, corridas, ou até mesmo fazer exercícios em casa.
  • Dieta – Você precisa prestar muita atenção no que come. Tome cuidado com muita gordura, calorias e açúcar. Claro que, de vez em quando, podemos quebrar essa dieta. O importante é nunca exagerar nas comidas que podem prejudicar a nossa saúde.
  • Estresse – É algo que incomoda muito a gente. É muito importante que você encontre formas de relaxar para não ficar careca antes dos 30 anos de idade ou enterrar aquele cliente chato no jardim às 3h da madrugada (não diga que nunca pensou em fazer isso!).
  • Vida Social – Os freelancers podem facilmente perder o contato social. Saia, dê uma volta, converse com amigos, vá a encontros, torne-se sócio de um clube. Ninguém pode ter uma boa saúde sem vida social.

Aproveite para comentar e nos contar como você cuida da sua saúde.

Veja também:

Um guia para cuidar da sua saúde de freelancer [Parte 2/3] Um guia para cuidar da sua saúde de freelancer [Parte 3/3]

Abraços e bons negócios.

Gráfica Atual Card www.www.atualcard.com.br/blog

Tags:, , , , , , , ,

Gostou dessa matéria? Então compartilha.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Rodrigo disse:

    Parabéns pelo artigo, aliás pelos artigos. Sempre estão publicando artigos interessantes para o dia a dia de profissionais de quaisquer áreas.

    • Bom dia, Rodrigo.

      Obrigado pelos elogios e por ser um leitor do nosso blog.

      Abraços e bons negócios.

  • Lian disse:

    As dicas desse blog são excelentes. Utilizo o FeedBurner pra me manter atualizado sobre o conteúdo do blog, e sempre que pinta notícia nova, eu procuro logo um tempo pra dar uma lida. Parabéns pelo padrão que vocês mantêm no blog e também em serviços. Fiquem com Deus.

    • Bom dia, Lian.

      Ficamos muito contentes em saber que gosta do blog. Nós procuramos sempre publicar conteúdos de qualidade por aqui.

      Abraços e bons negócios.

  • Douglas disse:

    Parabéns, como sempre!

  • […] A saúde de qualquer pessoa é importante, ainda mais em se tratando de pessoas que trabalham bastante como os freelancers. Por isso, adaptamos este artigo e o dividimos em três partes. Se você ainda não leu a primeira parte, leia aqui. […]

  • Marcelo Aires Camilo disse:

    Desculpe, vcs falam da saúde fisica, eu gostaria q vcs dessem uma dica com relação a parte de saúde da empresa, quero dizer, que tipo de empresa podemos abrir para não termos dor de cabeça com problemas burocráticos na hora que precisamos emitir nota fiscal para nossos clientes.
    Vcs pode dar uma dica.

  • Walmir Medeiros disse:

    Para mim, a principal qualidade dos artigos aqui postados são a pertença e a objetividade com que eles atingem as nossas atividades. Parabéns.

  • Muito obrigado pelas dicas!

  • Hebert disse:

    Parabéns por este artigo e por todos os outros. Vocês realmente estão trazendo conteúdo de qualidade e que vai de encontro a necessidades de todos os profissionais desta área =D

  • Luiz Roberto disse:

    Gostei das suas dicas, pois trabalho e não penso em exercícios físicos e nem em vida social.
    É do trabalho para casa e vice-versa.
    Obrigado pelas dicas.

  • france disse:

    pensei que ensinriam a fazer um guia de saúde para o meu estado, aff
    mas valeu a intenção!
    adoro vcs e seu atendimento!

    • Olá France.

      Neste artigo têm apenas algumas dicas básicas de como o pessoal que trabalha como freelancer pode (e deve) cuidar da sua saúde. Qualquer problema sério de saúde que qualquer pessoa tenha, ela deve consultar um médico. Afinal, saúde em primeiro lugar, não é? 🙂

      Obrigado pelos elogios e tenha um bom dia.

  • Fabiano disse:

    Quem quiser acompanhar sua saúde por uma equipe multidisciplinar com facilidade para agendamentos até as 20 horas dias de semana e disponibilidade aos sábados, com baixo custo, pode conhecer o trabalho da http://www.clifame.com.br, clínica voltada aos pacientes que não tem plano de saúde já que a maioria dos freelancers tem estas dificuldades.


Assuntos Relacionados

5 dicas para aumentar as vendas e tornar seu negócio único

Tudo que você precisa saber sobre Adesivo Perfurado

Agendas: Tudo em um único lugar!